Conceituadores

Ontem vi uma árvore vermelha e pensei então que finalmente vejo uma árvore da cor que ela é. Pode parecer absurdo, mas tenho que dizer que as árvores são vermelhas. Claro, eu sei, tem a lógica, a regra, a história, tem a floresta Amazônica, verde. Enfim, tem o imaginário coletivo. Árvore verde, e aqui se [...]

A magia do Norte

Comecei a pesquisar o norte do Brasil de forma muito descompromissada, não sabia bem o que me atraia na região, mas senti uma necessidade de conhecer melhor o vocabulário peculiar e as comidas de nomes estranhos. A sonoridade de palavras, como por exemplo: maniçoba, tacacá, tucupi, despertaram em mim uma grande curiosidade. Que textura, saber, [...]

A MOÇA ALADA NA MASMORRA

|ESCRITORXS DE QUINTAPor Graziela Brum *Texto publicado originalmente na Revista Vício Velho O texto que segue relata a minha experiência com dois homens, escritores. Não é exatamente um triângulo amoroso, mas quando um deles esteve em apuros dias desses, o outro me ligou pedindo socorro. Então, vejam vocês, quero falar de Literatura, de poesia e [...]

Poesia a própria vida

Por Graziela Brum * Seria eu capaz de enfrentar a solidão? Em tempos caóticos, confrontaria a morte cara a cara? Ou ainda, em audácia, buscaria num ato insensato a cumplicidade com meus próprios assassinos? Digo isto, porque me peguei pensando sobre a importância que a poesia adquiriu na minha vida e na forma peculiar que [...]

A origem da semente

Depois de ler, e reler por milhares de vezes, o livro “O escuro da semente”, de Vicente Franz Cecim, publicação LetraSelvagem, questiono-me se ainda é necessário definir se um texto é poesia ou prosa, ou qualquer outra forma de classificação. Há nessa obra o mesmo mistério que vem da selva Amazônica, impossível de ser desvelado [...]

pombo news

É surpreendente ver o movimento dos pombos no terraço do vizinho depois do meio-dia. Posso afirmar com categoria que em nenhum outro lugar do mundo eles apresentam comportamento tão estranho como aqui. Lá na Alexanderplatz, por exemplo, é possível vê-los apreciando o jazz tocado pelos cubanos por volta das 5 horas da tarde. Os pombos [...]